quarta, 03 setembro 2014 18:41 Hits : 8600

O crescimento do negócio das casas

A vontade de partir para outro lugar está no coração de cada um. É o desejo de encontrar uma casa que concretize o seu sonho de viver num sítio diferente, seja no mesmo bairro ou região seja noutro país, um lar que lhe traga novos desafios ao acordar, aventuras pelo dia fora, vizinhos amigáveis prontos a ajudar, mercearias e mercados para ir às compras, uma praia ali ao lado ou um parque natural nas redondezas. Seja uma casa para morar ou para passar férias, ali ao lado ou noutro país, o sonho constrói-se diariamente e o cenário idílico ganha forma através de múltiplas formas, desde conversas com os amigos e familiares a pesquisas online em várias línguas e finalmente o contacto com o agente imobiliário.

É verdade que muitas vezes as pessoas apaixonam-se pelas casas, mas antes apaixonam-se pelo sítio e por tudo o que o mesmo representa e pode proporcionar ao seu dia a dia, sejam paisagem lindas, escolas por perto ou ciclovias para aproveitar aos fins de semana. Conhecendo o mercado, os interesses dos clientes e a localidade onde trabalha, o agente imobiliário é o melhor conselheiro quando chega a hora de tomar uma decisão de compra. E o maior desafio é mesmo levar o seu cliente para além dos metros quadrados e colocar ao seu dispor informação real e na sua língua.

 

Mostre orgulho pela sua região

A atividade imobiliária tem na exploração do conceito da região uma grande responsabilidade a par também de uma excelente oportunidade de crescimento. Já lá vai o tempo em que apenas importava fazer uma visita à casa para reconhecê-la como um futuro lar; nos dias de hoje, procura-se mais que uma casa para morar. Procura-se um lugar que proporcione uma experiência de vida. Assim, importa que os agentes imobiliários conheçam ao pormenor cada cantinho da sua região e que a vendam como o local de sonho a quem a procura, destacando o que é local e mostrando toda a sua envolvente natural, cultural e social.

 

Siga as nossas dicas para que os pontos fortes da região sejam os seus grandes aliados na decisão da compra:

1. Procure informação local atualizada, fidedigna e bem elaborada;

2. Informe os seus clientes sobre a vizinhança e os negócios locais nas proximidades;

3. Mostre aos clientes a envolvente e as vantagens de se fixarem na região;

4. Dê dicas ao cliente sobre pontos de interesse e de lazer nas redondezas;

5. Forneça informação sobre benefícios fiscais e sociais que a região oferece;

6. Liste e divulgue os principais eventos culturais locais e regionais;

7. Disponibilize conteúdos em várias línguas.

Enriquecer as relações com a região onde atua, é importante tanto para o crescimento do seu negócio como para o crescimento da região, que através da divulgação das suas casas, bairros, cultura e história se torna num ponto de referência, de turismo e de residência.

 

Dar o salto do local para o global

Conhece o negócio. Conhece as casas. Conhece a região. E agora? Apenas precisa de introduzir as maravilhas locais no panorama global, partilhando com qualquer pessoa em qualquer parte do mundo a possibilidade de viver num lugar que oferece tudo o que ela procura.

Para crescer e partilhar além-fronteiras é essencial ter uma presença online ativa. Hoje, os consumidores de outras nacionalidades pesquisam tudo e preferem interagir com páginas que têm conteúdos traduzidos para a sua língua e sabe-se que 80% do comércio online é concretizado maioritariamente em 8 idiomas: inglês, espanhol, alemão, francês, italiano, japonês, árabe e coreano.

Falar em mercado global é então falar em tecnologias, marketing digital e línguas, e conjugando-as poderá atingir uma verdadeira visibilidade global, sem esquecer que 70% das pesquisas são feitas através de tablets e smartphones. Para além da tradução dos conteúdos, precisará de traçar uma estratégia online e compreender muito bem que conteúdos partilhar, bem como quais as redes sociais a utilizar.

 

Já em termos de estratégia online, não esquecer:

1. Opte por um website multilingue, e:

- Disponibilize a totalidade dos conteúdos sobre as casas e a região na sua língua e na segunda língua mais forte de acordo com os seus mercados alvo. Depois crie páginas únicas com o essencial noutras línguas (Tradução);

- Nos seus textos utilize palavras-chave relevantes para aparecer no topo dos resultados, saiba que 90% dos utilizadores totais da Internet só consultam os 30 primeiros resultados (SEO);

- Organize galerias de fotografias profissionais e vídeos das casas e da envolvente. Nomeie cada fotografia com palavras-chave. Crie uma conta de Instagram e publique as melhores imagens. Mais de 50% das pesquisas são realizadas através da pesquisa por imagens e no Instagram (Redes Sociais);

- Opte por um design simples, funcional e apelativo. De preferência otimizado para tablet e smartphone. Não mostre o que faz, mostre o sonho (Marketing & Estratégia);

- Considere integrar um mecanismo de pesquisa de casas, facilitando a procura por parte do cliente. A maior parte das pessoas abandona rapidamente os sites quando não encontram o que procuram (Marketing & Estratégia).

 

2. Considere a possibilidade de iniciar um blogue. 

O marketing de conteúdo atrai cada vez mais a atenção dos consumidores: 78% dos clientes preferem conhecê-lo através de artigos em vez de anúncios publicitários. Algumas dicas para começar um blogue:

- Forneça conteúdo relevante, útil e interessante para o cliente, como dicas, estatísticas e conselhos;

- Não escreva sobre vendas e não faça publicidade direta;

- Utilize termos e palavras-chave locais para aparecer nas pesquisas feitas pela sua área e implemente uma estratégia de posicionamento online (SEO);

- Escreva regularmente para aumentar a sua probabilidade de aparecer nos resultados dos motores de busca. Um blogue tem que ter publicações regulares para não cair no esquecimento;

- Partilhe os artigos do blogue nas redes sociais, abrindo as portas a uma maior audiência, a novos leitores e a potenciais seguidores. E quem sabe, novos clientes.

 

3. Conecte-se às redes sociais

- Partilhe regularmente fotografias e vídeos de qualidade das casas, mas não exagere. Duas publicações diárias são suficientes;

- Escolha o período da manhã ou o horário nobre da noite;

- Fale também sobre a região, mostre as melhores paisagens, lugares de lazer e pontos de interesse;

- Faça posts direcionados para mercados-alvo utilizando a língua nativa. Partilhe informação relacionada, conselhos e informações sobre os requisitos e as vantagens de residência; questões legais e fiscais; publicite as casas, apartamentos e condomínios disponíveis na zona; e muitos outros conteúdos interessantes;

- Para criar uma comunidade de partilha, onde poderá compartilhar informação relevante e receber as opiniões, os comentários, as sugestões e os desejos dos seguidores.

Fique a saber que mais de 80% dos profissionais imobiliários estão a usar as redes sociais para chegar às pessoas, em especial o Facebook, e em troca recebem feedback positivo, porque sentem que estão a ser encontrados mais facilmente por quem procura uma nova casa. 

 

Arrisque e diferencie-se pela inovação

Procure a inovação nos seus serviços, seja pela forma como se relaciona com os seus clientes, como se posiciona na região ou pelas ferramentas que utiliza. Surpreenda os seus clientes com pequenas novidades, e conquiste a sua confiança para sempre.

Já pensou num Catálogo Digital Multilingue? Depois de identificar as preferências do seu cliente e que tal preparar um catálogo digital na sua língua com uma seleção das casas que vão ao encontro dos seus critérios? E se juntar informação adicional na língua do seu cliente?

É um casal sénior? Fale sobre a vizinhança, a segurança da casa e da zona envolvente, quais os supermercados, centros comerciais e lojas existentes na área, qual a proximidade do hospital, de um médico ou de uma farmácia, que restaurantes existem na área, fale sobre a gastronomia, o clima e os benefícios naturais de viver naquele local.

É uma mulher sozinha? Para além dos tópicos acima, refira ainda se há associações recreativas locais, centros de dia, universidades e centros de atividades sénior, mencione a existência de cabeleireiros, centros de estética, lojas e boutiques nas proximidades.

É uma família jovem? Indique que escolas existem por perto, atividades de lazer para famílias e crianças, refira se é seguro circular a pé para os mais jovens.

São investidores? Se a casa que procuram é para viver parte do ano e rentabilizar durante a outra época fale sobre o potencial da região, sobre as praias, atrações turísticas, restauração e divertimentos. 

E se toda esta informação estiver disponível em qualquer língua à distância de um clique?

Modificado em quarta, 24 setembro 2014 16:48

Cátia Ferreira

Blogger na Inpokulis. Comunica e escreve por gosto, inspirando-se no mundo, no cinema e na literatura. 

Sítio: plus.google.com/u/0/112444848786510067089/posts

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

  • Desafios. Projetos. Pessoas. Sempre com uma rota bem definida, mas suficientemente flexível para num instante manobrar o leme na direção a seguir.
  • Marketing Executive na Inpokulis. Social media geek. Viciado em música e boa comida.
  • Blogger na Inpokulis. Comunica e escreve por gosto, inspirando-se no mundo, no cinema e na literatura. 
  • Gestora de Projetos na Inpokulis, Portugal. Apaixonada por línguas e culturas, viagens, cinema e boa música.