segunda, 18 agosto 2014 18:08 Hits : 2914

Internacionalizar para atrair mais clientes

Internacionalizar a gastronomia é acreditar no seu valor, na grandeza dos sabores que a envolvem, viver com paixão toda a história, cultura e tradição das suas receitas e trabalhar convictamente para as tornar conhecidas em todo o mundo, como a essência de um povo, construída pelas gentes, que com o que a terra lhes oferece, aproveitam para confecionar maravilhosos sabores e pratos típicos que nos deliciam todos os dias.

A oportunidade de conhecer diferentes sabores e novos saberes é um dos aspetos que mais incentiva os turistas a viajar para países distintos com uma oferta gastronómica rica em sabores jamais por eles experimentados. Estes turistas procuram ativamente na internet, e na sua língua, sobre as comidas, restaurantes e pequenos estabelecimentos tradicionais onde poderão provar todas essas iguarias e petiscos no destino escolhido.

 

Porque cada sabor tem a sua história…

As histórias são contadas, de geração em geração, tanto aos locais como a quem os visita, vindo dos quatro cantos do mundo, e tornam-se lendárias, como é o caso de muitas gastronomias mundialmente conhecidas tais como a indiana, a portuguesa, a tailandesa ou a brasileira. Refletindo costumes do país de origem, as receitas dos pratos mais típicos viajam além-fronteiras e ganham adeptos, seguidores fiéis e incontornáveis do conceito, dispostos a aventurar-se por terras longínquas apenas para degustar a tão afamada iguaria.

Nos dias que correm, as novas tecnologias vieram aumentar as potencialidades de divulgação das regiões e da sua cultura. A forma como as instituições responsáveis pela promoção dos lugares encara esta questão também evoluiu. Hoje em dia encontramos, um pouco por todo o lado, portais institucionais, multilingues, focados no conceito que define a região e que interage com o comércio local, como sejam festivais gastronómicos ou feiras de artesanato. Um exemplo vindo de fora é o caso do festival da cerveja na Alemanha que todos os anos, durante duas semanas em setembro, junta milhares de visitantes vindos de todo o mundo dispostos a viver ao máximo todas as experiências que lhes são proporcionadas.

Para que o mundo tenha acesso à origem, às curiosidades e aos produtos tradicionais do país, é necessário colocá-los à vista de todos, nas respetivas línguas, sendo o sítio ideal a grande descoberta do século XX, a Internet.

 

Para que qualquer gastronomia seja visível a todos, faça uso das redes sociais e de portais online para:

  • Realizar uma comunicação centrada nos costumes e tradições da gastronomia do país; 

  • Definir o conceito chave que irá atrair mais visitantes;

  • Produzir conteúdos com palavras-chave relevantes e adequadas para aparecer nos resultados das pesquisas;

  • Traduza os conteúdos em várias línguas, de forma a internacionalizar a gastronomia e a torná-la mais acessível;

  • Partilhar essas informações, fotografias e vídeos nas mais variadas redes sociais;

  • Organizar galerias de fotografias profissionais que deixem todos de água na boca;

  • Incluir os restaurantes locais, dando informação sobre os mesmos e integrando mecanismos de reservas para que sejam encontrados e apreciados por todos os que procuram os pratos tradicionais da região ou do país;

  • Criar uma comunidade de partilha sobre gastronomia, onde se juntam os verdadeiros apreciadores de bons pratos e onde poderão ser partilhadas informações e receber sugestões e opiniões.

 

A ligação às tecnologias em conjunto com a comunicação em várias línguas permite chegar a qualquer pessoa em qualquer parte do mundo. E, porque falar da gastronomia é também falar do prato, dos ingredientes, da história, da cultura e das gentes por detrás de cada receita, tradição e combinação de sabores, é necessário informar e ensinar as pessoas que nos visitam com o sentimento de oportunidade para experimentar um manjar que lhes deixe sentir o passado, o presente e até o futuro de um povo.

 

Modificado em sexta, 21 novembro 2014 10:29

Cátia Ferreira

Blogger na Inpokulis. Comunica e escreve por gosto, inspirando-se no mundo, no cinema e na literatura. 

Sítio: plus.google.com/u/0/112444848786510067089/posts

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

  • Desafios. Projetos. Pessoas. Sempre com uma rota bem definida, mas suficientemente flexível para num instante manobrar o leme na direção a seguir.
  • Marketing Executive na Inpokulis. Social media geek. Viciado em música e boa comida.
  • Blogger na Inpokulis. Comunica e escreve por gosto, inspirando-se no mundo, no cinema e na literatura. 
  • Gestora de Projetos na Inpokulis, Portugal. Apaixonada por línguas e culturas, viagens, cinema e boa música.